segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Adeus 2012. Olá 2013!

E assim os despedimos de mais um ano. Foram lutas, vitórias, derrotas. Houve casaço, superação, desanimo, tristeza, orgulho, realização. Tantos setimentos em tão pouco tempo. Sim, um ano é pouco tempo. É pouco tempo pra se estudar tudo o que deve-se saber, pouco tempo pra acreditar em tudo que deve ser acreditado, é pouco tempo pra viver tudo o que deve ser vivido. Mas não foi bom, nem ruim. Foi suficiente.
Tanta gente entrou a minha vida, tantas partiram, tantas permaneceram... As novas, eu agradeço por terem me aturado esse ano, e peço que não se vão, porque eu fiz tudo o que pude pra que ficassem ao meu lado, e não quero que partam. As que partiram, também agradeço, porque talvez tenha sido melhor assim. E as que permaneceram, meu agradecimento é ainda maior. Obrigada por ainda estarem ao meu lado apesar dos pesares, sei que não sou a pessoa com o gênio mais fácil de se lidar do mundo. Não foi um ano fácil pra mim, mas foi graças a vocês que hoje eu estou aqui para agradecer. Obrigada pelos sorrisos, pelas madrugadas em claro discutindo sobre a vida, pelas lágrimas de emoção, pelos abraços que consolam, pelas palavras que amparam. Obrigada por estarem em mais um capítulo da minha vida.
Eu desejo a todos meus sinceros votos de esperança, fé, conficança, amor e felicidade. Que 2013 seja um ano próspero, que ele traga em sorrisos as lágrimas que 2012 nos fez chorar. Que possamos fazer dele um ano realmente novo, novo em toda a sua esseência!
Tombos todos levam. Mas mais forte do que aceitar a derrota é ter coragem pra levantar e tentar denovo. Happy New Year!

" Para ganhar um ano realmente novo não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumadas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados começando pelo direito de viver.
Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo. Tem de fazê-lo novo, e eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre."
Carlos Drummont de Andrade

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

E amanhã é Natal

" Então é Natal e o que você fez? O ano termina e nasce outra vez "

Os dias se sucedem tão rápidos que nem nos damos conta da velocidade que a vida passa, e amanhã já é Natal outra vez... Foram tantas as lutas, tantos outros problemas, trabalhos, sofrimentos, sorrisos... Foram tantos os obstáculos, que eles nos fizeram ter força ainda maiores para supera-los. Enfim, foram tantas dores, tantos momentos amargos... mas também tantas alegrias, tantas vitórias...
E amanhã é Natal. E Natal é tempo de fraternidade, perdão, solidariedade, tempo de refeltir, de agradecer. E porque amanhã é Natal, é dia de reunir todos aqueles que juntos lutaram na alegria e na dor, e que apesar de todas as adversidades da vida permaneceram unidos.
Olhemos para nossa mãe a quem chamamos o ano inteiro para pedir roupa limpa, comida, aquela mãezinha que nos espera acordada até de madrugada, que nos cobre em uma noite fria, e digamos a ela que nossa vida nada seria sem ela. "Eu te amo minha mãe, você é tudo pra mim!"
Olhemos também para o pai a quem nos dirigimos para pedir dinheiro, carro emprestado, cartão de crédito, a quem muitas vezes batemos de frente, a aquele que te protege com unhas e dentes e muitas vezes não damos valor, e falemos com carinho a esse paizão que apesar de não termos o costume de dizer, ele é essencial na nossa vida. "Tenho certeza de que minha vida não teria sentido sem você. Eu te amo meu pai!"
Viremos aos nossos amigos, que perto ou longe estiveram ali ao nosso lado, nos proporcionando sorrisos, madrugadas acordadas, alegrias, felicidade, digamos a eles o quanto nossa vida seria sem graça e amarga sem suas caras de palhaços e seus sorrisos maliciosos. "Vocês são irmãos pra mim, e sem vocês eu não sei se estaria aqui. Eu os amo, meus amigos!"
E porque amanhã é Natal, sinta toda a alegria necessária para ser feliz a cada instante, deseje que seus sonhos e vontades tornem-se realidade, queira paz, saúde a você e as pessoas que estão ao seu lado. Encontre razões para cntinuar sorrindo, vivendo. Que nesse Natal você possa receber, mas principalmente dar muito amor. Desejo a todos um Feliz Natal, e que esse tempo sirva para nos ensinar novamente o valor que tem amar verdadeiramente.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Lógica do dia

Pense como um japonês.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Um pouco mais além

Eu tenho um milhão de ideias pra fazer posts, mas quando vi essas imagens não me conti e tive que coloca-las como prioridade. As imagens que eu colocarei aqui são de varios lugaes diferentes. Algumas vieram de um Observatório Europeu que completou 50 anos em 2012, outras foram divulgadas pelo National Geographic, e outras são simplesmente achados na internet. Mas todas são extremamente lindas. Aprecie com moderação.
Galáxia espiral NGC 3521, situada a trinta e cinco milhões de anos luz. Foto tirada pelo telescópio Hubble.

Lançamento do Ônibus Espacial Discovery.

Lua do Planeta Marte Phobos. Cientistas acreditam que as luas de Marte são asteróides desprendidos do cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter. Imagina-se que Phobos será destruída pela força da gravidade de marte pois esta lua esta muito perto do planeta, aproximadamente 5.800 km.
Os últimos homens a pisar na Lua foram Eugene Cernan e Harrison Schmitt em Dezembro de 1972. O astronauta na foto é o Eugene Cernan e Harrison Schmitt pode ser visto no reflexo do capacete de Cerman.

Conjunto estelar NGC 6934, situado em nossa Galáxia Via Láctea na constelação Delphinus a mais ou menos cinqüenta mil anos luz. 

A Nebulosa de Hélix é  mais próxima da Terra (700 anos-luz), fica na constelação de Aquarius e seu nome popular é “O olho de Deus”. Esse corpo celeste é um bom exemplo visual do que acontece depois que uma estrela como o nosso Sol morre.
A cor azulada é resultado da exposição de átomos de oxigênio à radiação ultravioleta de uma estrela e ao calor de seus gases

 Essa é uma das minhas preferidas. Ela foi tirada por astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) Ela mostra ao mesmo tempo, a luz do dia invadindo o lado esquerdo da tela enquanto, à direita, auroras noturnas enfeitam o céu acima do Oceano Índico. Fantástico.

 Essa é outra nebulosa conhecida como Vassoura de Bruxa, foi formada depois de uma supernova que explodiu a milhares de anos atrás. 


Essa foi uma explosão solar conhecida como ejeção de massa coronária, que emite radiação do sol a uma velocidade de 1,4 mil km/s. Essa explosão de radiação não colide com a Terra, mas atinge o campo magnético do nosso planeta, produzindo auroras nos céus de determinadas regiões.

 Esta é uma tempestade enorme no Polo Norte de Saturno, fotografada em novembro de 2012 pela sonda Cassini a uma distância de 400 mil km.

 Essa parece até mentira. Em um aglomerado estelar no sul da contelação de Puppis considerado um berçário de estrelas, surgiu esse rosto fantasmagórico, porém, belíssimo.

Localizada na Constelação de Órion, a nebulosa Cabeça de Cavalo é uma grande reserva de petróleo em pleno espaço. Ela é composta por muitas moléculas interestelares de C3H+, que integra a família dos hidrocarbonetos. A foto acima é um mosaico de três imagens feitas pelo instrumento do telescópio Kuyen, no Chile, mas que não deixa de ser fantástica!

Imagem linda de Vênus, o segundo planeta mais próximo do Sol e é quase do mesmo tamanho da Terra. 


 Não poderia deixar de ter uma foto do nosso querido Planeta Terra não é?! A primeira foto foi tirada da Lua, na última expedição que chegou até lá. E a segunda foi uma imagem feita a partir de um satélite meteorológico russo, para registrar as mudanças crimáticas do nosso planeta.

E pra encerrar, esse ano como muitos puderam apreciar ocorreu o feômeno da Lua Azul, que mostra a lua 14% maior e 30% mais brilhante e que ocorre uma vez por ano em várias partes do mundo. E esse ano aqui no Brasil foi bem visível e maravilhoso. A primeira foto foi tirada no momento em que a Lua subia ao céu, e ficou perfeita pelo fato dela estar entre os braços do Cristo Redentor no Rio de Janeiro. E a segunda foi tirada por um amigo meu aqui na cidade de São Carlos-SP mesmo. Inpressionante não é?! Se daqui da minha cidadezinha do interior ela ficou perfeita, vale a pena conferir como ela ficou em outros lugares da Terra.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Nova Super-Terra

Sou fascinada por estrelas, planetas e luas. Acho fantastico a quantidade de descobertas, e as maravilhas que eles nos proporcionam.
O site space.com divulgou recentemente imagens e vídeos sobre uma nova Super-Terra à apenas 42 anos-luz do nosso planeta, que apresenta varias características que mostram que lá talvez possa haver vida como nós a conhecemos.
Seu nome ciêntífico é HD 40307g, localizada em um sistema solar com 6 planetas que orbitam próximos a uma estrela anã. A distância que esse planeta se encontra do seu Sol é suficiente pra que haja água em forma líquida na superfície desse planeta, e ele também gira em torno do próprio eixo, fazendo com que haja dias e noites, como aqui.
Se todas essas informações sobre planetas que estão ou não no nosso sistema solar forem reais, cada dia que passa surgem maiores índicios de que não estamos sozinhos nesse abismo sem fim. Eu ainda não consigo imaginar a notícia da confirmação de vida extraterreste (não me refiro a E.T.s com orelinhas verdes e olhos esbugalhados, apenas vida fora do nosso planeta), mas também não dúvido. Exclusividade não me parece ser a vontade do universo.

domingo, 9 de dezembro de 2012

Guerras

Quando você acha que venceu uma batalha e deixou o mundo seguro, outra bomba enterrada aparece.
Algumas guerras nunca acabam, algumas terminam com uma desconfortável trégua, outras terminam em esperança e algumas resultam em completa e total vitória.
Mas todas essas guerras não são nada comparadas com a mais assustadora de todas: aquela que você ainda vai lutar.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Medo do escuro

Quando você é criança a noite é assustadora porque há monstros escondidos embaixo da cama. Quando você cresce, os monstros são diferentes. Dúvida. Solidão. Arrependimento. E embora seja mais velho e mais inteligente, ainda se acha com medo do escuro. Mas quando enfrentamos nossos medos e recorreremos ao outro pedindo ajuda, a noite não é tão assustado porque percebemos que não estamos sozinhos na escuridão.

Solidão

Entramos no mundo sozinhos e saímos sozinhos. Devemos a nós mesmos encontrar uma compania. Precisamos de ajuda, caso contrário estamos nessa desligados uns dos outros. Sempre esquecemos o quanto conectados estamos, então ao invez dessa solidão, escolhemos amar. E amando nos sentimos um pouco menos sozinhos.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Meu somebody

Não sei se muitos lerão, mas a intenção não é que leiam. Minha maior intenção é conversar comigo mesma, e refletir. Mas se você quiser entender, vai uma legendinha:

Ele* = alguém que um dia eu achei ser meu alguém;
 Ele' = o alguém que hoje eu quero que seja o meu alguém;

Eu acho que encontrei. Recebi alguns sinais que de talvez eu tenha encontrado. Será que foi a carência que me fez achar isso? Será que é denovo ilusão? Já estou cansada de só me iludir e ainda sofrer.
Era assim que eu achava, era assim que eu esperava que ele' fosse. Não existem palavras, eu não consigo achar palavras. E o um bom tempo ele' esteve ali, do meu lado, e só agora eu fui perceber. Porque eu não vi isso antes? Eu reclamei tanto, tanto, tanto. E ele' estava ali, era só eu ver e tentar. Fui boba, fui muito desligada e agora vem as consequencias. Pode ser que agora não haja mais tempo, pode ser que agora não haja mais o porquê (pra ele', porque pra mim é agora mais que nunca).
 Antes eu também achei que havia encontrado, e esse ele* era a pessoa que eu esperava que fosse. Era inteligente, tinha assuntos em comum comigo, me fazia rir, ria comigo. Iamos a lugares juntos, faziamos programas que até certos casais de namorados nunca fizeram. Eu imaginei que existisse algo entre nós, até o dia em que ele* não mais riu tanto, não mais me deu tanta importancia, não mais me procurou. Mais um alguém em vão, mais sentimentos que foram despertos e deixados para serem esquecidos. Ele* definitivamente não era o meu alguém...
 Continuei na minha busca incessante por alguém que fosse meu. Achei ter escondido minha decepção comigo mesma e com a minha vida. Achei que só aqueles a quem eu havia contado saberiam dessa minha tristeza interna. Mas descobri a alguns dias que outras pessoas também viram. Pessoas que eu não esperava que tivessem visto, porque à elas eu queria mostrar o meu lado bom, não esse meu lado cansado, exausto e depressivo. Ah se eu pudesse voltar no tempo e tirar aqueles olhos murchos e tristes e colocar no lugar o meu sorriso. Com isso eu poderia ter percebido antes se ele' poderia ou não ser o meu alguém. Não só agora , que pode ser tão tarde pra perceber.
Agora eu quero ele'. Quero ele' porque ele' parece ser o cara que me fará acreditar novamente em tudo o que eu deixei de acreditar por causa de alguém que não soube me amar. Ele' me faz rir, ah como faz. Me deixa envergonhada. Me mostra onde errei e me corrige se preciso. Me da atenção (ou pelo menos dava), me incentiva e acredita em mim mesmo quando eu não acredito. Pode ser que eu esteja confundindo um grande amigo com um grande amor. Mas não seria má ideia que esse grande amigo fosse o meu amor. Ele' é assim, brincalhão e irônico ao mesmo tempo, apaixonado sonhador, se envolendo mas não se entregando, triste e sorridente, inteligente e humilde. Características que não existem palavras pra expressar. Eu não o conheço muito bem, profundamente, mas adoraria conhecer. Só falta saber se eu poderei.
Ainda me falta a coragem pra fazer, fazer e agir! Desculpa, ainda falta. Mas acredito que a viagem que farei semana que vem me abrirá os olhos pra muita coisa. Assim espero. E que quando eu voltar, se nada ainda tiver mudado, eu terei coragem pra mudar.
 Sei que ele' não lerá, sei que ele não saberá que ele' é ele' por aqui. Mas se você ler, não se assuste. Não sou psicopata e nem te perseguirei. Apenas não quero te deixar ir embora, ou eu ir embora sem saber se você é quem eu procuro, quem me completa. E se eu sou quem você espera um dia encontrar (espero ser se tiver que ser).
A questão é... ele' será o meu alguém, ou será só mais alguém? Seja meu.
 Me puxe pela cintura, me beije com vontade. Me abrace sem que eu precise pedir, ou oferecer. Me mostre que ainda vale a pena acreditar, me queira, me deseje, me espere. ME CONCERTE!

sábado, 1 de dezembro de 2012

Alô

Estava eu em uma das minhas noites monótonas de sábado, quando ouço meu celular tocar.
-Alô!
Eram dois amigos meus. Me fizeram um convite que a priori imaginei ser brincadeira, só podia ser. Ainda mais vindo de amigos que tanto brincam com a vida. Mas não era, era real.
Me perguntaram se eu queria ir pra praia com eles AMANHA. Eles haviam acabado de decidir que queriam ir pra praia pra curtir, se divertir. Me fizeram propostas irrecusáveis, que qualquer pessoa em sã conciencia não negaria. Mas eu, boba, neguei.
Mesmo assim, contrariando a lógica da razão perguntei aos meus pais se havia alguma breve esperança de que eu pudesse ir, mas eu já sabia a resposta. Era obviamente não. Ainda mais pelo fato de que no amanha eu faria uma prova importante, que me daria talvez a chance de ter algo a mais no meu curriculum.
Desliguei o telefone e fui para a sala e fazer o meu singelo pedido. Eles disseram que me ligariam dentro de alguns segundos, então eu havia de ser breve. Disse a minha mãe:
- Mãe, eles me convidaram para ir para a praia amanha! Assim do nada. Deu vontade e eles vão.
Não houve nem um pedido, foi apenas uma indireta. Mas minha mãe seguindo o que era pra ser seguido disse que não... mas eu já esperava. Já esperaa não pelo fato de achar que meus pais não deixariam porque são chatos e cafonas. Mas porque realmente eu tinha um compromisso importante que não poderia ser adiado e foi tudo as pressas, como diz o ditado "muito em cima da hora". Eu entendia bem isso.
Voltei ao meu quarto e esperei a ligação deles novamente. Tocou o celular:
- Bárbara? Diz que você não vai fazer a prova!
Juro, minha vontade era falar: " Estou arrumando as malas já! que horas vocês passam aqui?" Mas não. Expliquei a eles que estava muito proximo do dia, e que eu teria que me organizar para fazer uma viagem dessa, que embora fosse rápida, necessitava de uma antecedência da minha parte. Eles compreenderam que nao era tão fácil pra mim quanto parecia ser... E logo em seguida um deles me disse algo que não me sai da cabeça, e é o motivo pelo qual eu escrevi essa enorme narrativa! Ele me disse:
- Quando você for mais velha, da idade dos seus pais, voce vai olhar pra tras e pensar o que? Que ficou dormindo enquanto a vida passava? Vamos curtir, vamos viajar, vamos viver!"
E embora fossem palavras tão clichês e bobas, me tocou. Me tocou pelo fato de que eles tem razão! Eu quero ter histórias pra contar aos meus filhos, quero ter momentos pra lembrar, chorar de rir novamente, quero viver! E nesse meu ano, não foi o melhor dos anos. PErdi muita coisa e deixei muita coisa passar sem que eu percebesse.
Eu quero viver. Sim eu quero. Porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.