quinta-feira, 15 de março de 2012

Com voces e apenas voces

É tão dificil nos acostumarmos com a ausencia do que nos faz bem.
Quando temos aquela vida tão confortavel, não digo perfeita, porque vida perfeita seria aquela onde tudo o que queremos dá certo, e uma vida murcha e sem conquistas, afinal tudo viria de mão beijada. A confortabilidade da vida a que me refiro é aquele ponto onde com algum esforcinho conseguimos ter ali do lado, coisas/pessoas que nos fazem ficar bem, sorrir, nos fazem um feliz nem que seja momentaneamente. E mesmo voce sabendo que com o passar do tempo isso mudará, seja por dificuldades ou circunstancias da vida, voce se apega e não consegue não acreditar que sempre será assim.
Mas as coisas mudam, não acabam, apenas fazem uma pausa por um tempo.
E nessa pausa, a gente sente uma falta danada.
Falta dos sorrisos, falta das brincadeiras sem sentido e idiotas, mas que te faziam gargalhar. E o pior de tudo não é não ter mais agora, é pensar de mais pra frente, quando essa pausa acabar e nossas vidas quetarem um pouco, voltará a ser como era, ou se pelo menos, voce terá ali aquelas mesmas pessoas pra ainda rir e ser feliz.
O que se pode fazer é tentar manter essas pessoas ao nosso lado agora e depois, e usar esses breves intervalos como nossos aliados, dando saudade, pra quando nos vermos denovo, ser tão fantastico e maravilhoso como sempre foi.
Comentários
0 Comentários

0 Opiniões:

Postar um comentário