sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

2012

E nesta ultimaa madrugada de 2011, eu chamo e te peço:
VEM 2012.
Traga contigo um turbilhão de emoções, traga alegria, paz, prósperidade, nos de sorrisos que nos foram tirados , nos ensine a crescer, a mudar e a viver. Vem 2012, e venha também a fé, venha a força, a esperança e a confiança.
Então vem, vem que estamos te esperando; \o/

Vocês.

Aquela noite que você não conseguiu parar de chorar, aquele dia em que não parou de rir , quando você ficou caminhando sem saber para onde ir, aquela chuva no seu rosto, o vento no seu cabelo, aquele beijo cinematográfico que você recebeu, aquela saudade do ontem, ansiedade pelo amanha, aquela visita surpresa que ele lhe fez, aquela balada , beber pra se divertir, a bronca do seu pai, a demissão injusta, o riso sem motivo, o acidente que lhe deixou cicatrizes, o amor perdido, o coração machucado, a força pra seguir , os melhores amigos, as maiores bebedeiras, a alegria de viver... tudo isso vai aos pouquinhos, formando quem você é, e vocês formam hoje, o que eu sou. Obrigada ♥

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Seguir

As vezes me pego sozinha, pensando no meu futuro. “Como será o amanhã? O que eu vou fazer semana que vem? E no ano que vem?“ Perguntas que simplesmente não apresentam respostas imediatas. Perguntas que nem mesmo no mais profundo do meu interior acharei uma resposta concreta.
Apartir de agora, cada um trilha seu próprio caminho, e busca realizar seus objetivos com louvor. Mas no começo dessa nova caminhada, me recordo do meu  passado. Tantas pessoas, tantos momentos onde eu sorri, chorei, cresci; momentos que desejaria poder reviver. E então me pergunto, valeu a pena? Para essa pergunta eu encontro uma resposta. Sim, valeu a pena cada minuto de cansaço, exaustão, alegrias e sorrisos, cada passo dado e cada momento vivido nessa loucura que é a vida.
Sei que é preciso mudar, deixar pra traz muitas coisas para conseguir seguir em frente, e agora que não mais irei andar de mãos dadas com as pessoas que amo, como seguir a jornada sozinha? Como deixar partir aqueles companheiros que fizeram da minha vida como hoje ela é, como deixar que eles sigam seus caminhos sozinhos também? O que fazer quando ver que a estrada se estende ao horizonte, sem apresentar final? Caminharei. Apenas devo seguir, é preciso.
Jamais me esquecerei das alegrias que o passado me concedeu, mas também não posso esquecer daquelas que o futuro me reserva. Deixar pra traz todos aqueles momentos é difícil, dói, mas não posso me estagnar no tempo. Olhar pra frente, acreditar, confiar em mim , e viver, pra que um dia, como hoje, eu possa olhar pra traz e ter a certeza que valeu a pena demais.

domingo, 4 de dezembro de 2011

It never ends

Se há algo neste mundo que realmente nunca acaba são os sentimentos. As pessoas nascem e morrem sentindo algo; crescem e amadurecem junto com eles. Quantas vezes não ouvimos dizer que "o amor acabou" quando os casais se separam? Na verdade, ele não acabou. Ele se transformou em algo diferente, como a tristeza, ou a raiva, ou até mesmo a solidão. O amor, assim como todos os outros sentimentos, nunca morre.
Através de nossas escolhas e atitudes eles se reinventam, mudando de forma, aspecto e intensidade, trilhando um destino novo a cada momento de nossas vidas. E o coração é o lugar onde essas tranformações acontecem. Ele é o carro-chefe da nossa alma; é aquele maldito que sangra toda vez que nos magoam; é aquele maldito que chora toda vez que dizemos adeus; é aquele maldito que bombeia em nossas veias o amor que não pedimos pra sentir, mas que nos faz humanos e vivos.
Há apenas dois tipos de seres que não sentem nada: os Deuses, que são imunes a esta peculiaridade humana, e os mortos, que não mais possuem coração. Aos outros, a lei persevera para todo o sempre. Ao final se percebe que os sentimentos não são imutáveis, mas sim, imortais.

De: http://www.facebook.com/lucas.rafael.501?ref=ts&fref=ts

sábado, 3 de dezembro de 2011

Bárbara

Sua presença independe do tempo
Sua importância é real,
Seu bem é meu ideal
Seu abraço traz a esperança
E sigo sua voz na confiança;
Nossa união é mais concreta
Que um mero sentimento

Pra quê licenças quando é permitido
Entrar numa vida depois de um cumprimento, um sorriso.
Pra quê declarações quando se firmou o veredito
Escolhas e amigos nunca são improvisos

Mentir deixa de ser repudiável
Falar alto não é indecência.
Quando o amor pelo mentiroso é inevitável
E a voz estrondosa causa dependência

Quem é todo bem, todo mal?
Pra reconhecer o erro alheio
Deve-se primeiro, vê-lo no espelho.
Qualquer palavra afiada,
Em sua pele acertada,
Não passa de um corte superficial

Nossas semelhanças constroem as diferenças
A sua força é admirável
Nossa amizade é mais que uma crença
Estar junto dela é minha sentença.



-  Homenagem que recebi da minha grande amiga Amanda Izele Portilho (http://www.facebook.com/amanda.portilho.7?fref=ts). Obrigada por absolutamente tudo o que voce é na minha vida, Não existem palavras que expressem o valor que voce tem pra mim.
Eu te amo <3

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

E o tempo passou, tudo aquilo que ontem era rotina, hoje já faz falta. Crescer é preciso, aceitar a perda de de algo que voce não pode substituir. Tudo agora vai mudar, as situações mudarão, os lugares mudarão, as pessoas mudarão, mas as lembranças será algo que terei em mim pra sempre, e ela sim, jamais mudarão.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ficam as recordaçoes doces que agora são amargas;
Com elas vão embora minhas lágrimas das quais nunca mais lembrarei...
Contudo anseio para que essas palavras que digo motivadas pelo choque
durem o tempo suficiente para que um dia eu possa olhar para o céu e dizer... acabou.
Osmar Mendes

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Eu cometo erros, eu fico fora de controle, e as vezes eu sou dificil de lidar. 
Mas se voce não pode lidar comigo nos meus piores momentos, voce não merece o melhor de mim.

Quando você para de se importar, as pessoas passam a te notar. Quando você não liga, as pessoas ligam. Quando passa não sentir, as pessoas sentem a sua falta. Mas acontece que dar valor depois que passou não é o suficiente para trazer de volta, o que você foi um dia.